3 comentários:

  1. A sua explicação me ajudou a chegar mais próximo do entendimemnto. Confere para ver se eu entendi, por favor: existe basicamente duas formas de envio, uma através da camada de transporte e outra pelas demais camadas inferiores. A de transporte troca dados com um hospedeiro sem precisar passar pelas demais camadas, usando apenas a de transporte (sem passar por switches, roteadores, etc). Enquanto que existe a outra forma de envio que usa as camadas inferiores e seus respectivos dispositivos. Portanto, dependendo da aplicação, OU é usado o meio de envio pela camada de transporte diretamente ao hospedeiro, OU é pelas demais camadas, mas não ambos. É isso?

    ResponderExcluir
  2. Estude a camada OSI, tem de entender o conceito. O tema realmente ficou confuso ao colocar REDE e TRANSPORTE e falar de carteiro...

    Quando um pacote é enviado, as camadas superiores são encapsuladas nas inferiores, ao receber o frame no destinatário, ocorre o contrário, basicamente isto é o que a OSI explica em linhas gerais.

    A camada de transporte é responsável para a entrega de uma mensagem de um processo para outro, segmentando quando for necessário. Suas Funções:
    (a) Sincronização de conexões
    (b) Controle de fluxo
    (c) Confiabilidade através do janelamento
    (d) Recuperação de erros

    Camada de TRANSPORTE é responsável por segmentar e reagrupar os dados em um fluxo de dados. Fornece serviço de transporte fim-a-fim (end-to-end) e estabelece conexão lógica entre os hosts. AQUI entra o conceito de PORTA.

    CAMADA de REDE:
    Essa camada determina a melhor forma de mover os dados de um lugar para outro. Nas redes IP, os roteadores operam nessa camada analisando o ENDEREÇO de destino, para definir a ROTA.

    É aqui que entra a analogia do carteiro, pois você coloca seus dados em um envelope (Remetente e Destinatário) e este endereço nunca muda, que é o endereço Lógico (Camada Rede).

    Estes dados são encapsulados na camada de enlace e que depende de tecnologia (FDDI, Ethernet, ATM etc). Quando falamos de camada de enlace, por exemplo usando ethernet, esta é encaminhada ponto a ponto, ou seja, deve saber o endereço FÍSICO do próximo destino (MAC Address), e a cada salto estes endereços mudam, mas nas camadas superiores, o ENDEREÇO LÓGIGO (IP) e protocolo de Rede (TCP, UDP) e PORTA não se alteram.

    Se pensar no carteiro, seu envelope é o endereço LÓGICO (IP), de REDE, e o carteiro move o envelope com o carteiro até o centro de distribuição que encaminha a outro centro de distribuição e outro carteiro até seu destino final. Cada endereço tem uma rua e número, em analogia, é a CAMADA de ENLACE (MAC address) e altera a cada salto.

    Entenda que o protocolo de transporte não se encaixa na analogia do carteiro, pois este é comparado as CAMADAS de REDE (OSI 3) e ENLACE (OSI 2). O protocolo de REDE está encapsulado dentro dos dados (PDU) do protocolo de REDE e geralmente está atrelado a PORTA.

    O que seria a porta? Sem entrar em conceito de aplicação e sockets, lembra da porta 25 (SMTP), 110 (POP3), 80 (WEB), são as portas que identificam uma aplicação de rede, que está conectada a um endereço LÓGICO (IP).

    Veja OSI que ficará mais claro.
    Abs

    ResponderExcluir
  3. Gostei da analogia, me ajudou a entender. Obrigado!

    ResponderExcluir